O balanço de 2011


Hoje é dia de fechar o balanço... Ganhos e perdas, acertos e erros. Meu ano de 2011 foi um paradoxo. O que pareceu, nem sempre foi (para o bem e para o mal). Me superei, me surpreendi, caí e levantei. Errei além da conta, e não fujo disso. Acertei algumas vezes, e quase ninguém percebeu.

Foi um ano excepcional na minha vida pessoal. Sigo vendo Giovanna crescer, linda, radiante, inteligente, doce... E fico admirada quando penso que saiu de mim! Enxergo nela a gana de viver que só um adolescente pode ter. Vejo também o futuro ao mesmo tempo em que constato ser ela a personificação da lembrança suave, gentil e marcante do passado. O mesmo passado que me fez assim, disposta a sempre recomeçar.

E veio o casamento, concretização de uma relação que amadureceu nos últimos anos e chegou ao seu ápice em 2011. Ou não, pois há ainda tanto para viver... Dois bicudos que se bicam. Que brigam, se enrolam, se divertem e se atraem. Que passam tanto tempo longe e nem percebem direito que já não conseguem viver um sem o outro. Ah, percebem, percebem sim. Só são orgulhosos demais para admitir isso para o resto do mundo. Ops, acabei de fazê-lo.

E foi em 2011 que voltei a flertar com uma velha paixão... Daquelas que a gente guarda num cantinho do coração, achando que nunca mais caminhará lado a lado. Mas ele veio de mansinho, e foi entrando novamente na minha vida. Jornalismo, meu amor, em 2012 a gente amadurece essa relação.

Tive muitas desventuras nos últimos 365 dias. Pesadas, duras, amargas. Algumas foram por minha única e exclusiva culpa. Viraram lições de vida. Outras não foram responsabilidade direta minha, mas me fizeram ver que é preciso pensar muito antes de mergulhar de cabeça em determinadas situações. Nem tudo que reluz é ouro e tudo o que depende do alheio pode dar errado. Ficaadica!

Um arrependimento? Não ter sido tão presente na vida das minhas amigas contadas nos dedos da mão esquerda, a do lado do coração. Está aí um desafio dos melhores para o próximo ano.

E os meus desejos para o novo ciclo?

Quero ser uma Vanessa melhor em 2012. Trabalhar mais, ser mais sagaz, mais contida, mais prudente. Aparar minhas arestas, aprender mais com meus erros. Que vítima que nada, eu sou é uma batalhadora. Todo mundo cai e quebra a cara uma vez ou outra. Vamos parar de jogar nossas culpas nos outros e fazer nossa parte.

Quero “A Grande Família” sempre por perto. Pai e mãe com saúde, que é pra gente poder brigar de amor por muitos e muitos anos. Meus sobrinhos correndo pela casa nos almoços de domingo ou dando risadas no acampamento no quintal da tia-dindinha. Irmãos, cunhadas, confusões e tudo mais que pode existir. Tudo junto e misturado que é assim mesmo que é bom. E quem sabe a família não aumenta? ;)

Quero a Dory curada, o Bonifácio aprontando muito. Quero meus cachorros felizes e também quero ajudar mais os peludinhos que não tem a mesma sorte que esses dois. Para mim essa é uma causa pela qual vale à pena lutar em 2012.
Quero também muitos beijos: de carinho, de paixão, de conforto e de tesão. Porque é neles que muitas vezes encontro as saídas para minha confusão mental. Que nasçam do bom humor do Alexandre minhas risadas mais gostosas. E que eu possa ainda me sentir segura muitas e muitas vezes para chorar em seu ombro. Não posso me esquecer também de algo primordial: nossa santa cervejinha de fim de semana, que rende sempre conversas intermináveis e quase sempre produtivas.

Giovanna, meu tesouro. O que uma mãe pode querer para uma filha? Saúde, saúde, saúde. Felicidade, felicidade, felicidade. Hoje sei o sentimento de impotência de toda mãe ao notar que o bebê está virando gente grande. A gente adoraria ensinar tudo, retirar toda a dor do caminho. Mas não tem jeito: a estrada é deles. O que desejo é estar ao lado da minha filha para ajudá-la a se levantar de todos os tombos. Ajudar a colocar curativo nas feridas, como eu fazia antes com os joelhos ralados e dizer: “já vai passar”. Quero sabedoria para ser uma boa mãe em 2012. E quero, sobretudo, que ela viva intensamente cada experiência nova, que sinta, que aprenda e que tenha boas recordações no futuro.

E por fim, quero o que todo mundo quer: dinheiro na conta e um corpo mais magro.

Meu balanço de 2011 é positivo: estou aqui e isso basta. E se existe uma certa magia nisso de se estabelecer um ciclo de 365 dias, quero mesmo é acreditar que o que está por vir será “bão demais da conta, sô”!

Feliz 2012!

Ps: Quero agradecer o carinho e as visitas de cada leitora. Vocês são muito especiais. No ano que vem o Anyway volta com muitas novidades e espero vê-las sempre por aqui. O blog é de e para vocês!!!

14 comentários:

Vanessa Mesko disse...

Amei,super sincero!
Boas Festas querida

Lis Tavares disse...

Olhinhos lacrimejando Vanessa Talarico!
Você é tão especial, seu blog, seus ensinamentos, tudo que tentei aprender. Nem sei ao certo se consegui, mas juro que tentei, aliás vivo tentando acertar. Sua filha é realmente linda, a tua cara rs. Que massa ver uma declaração de amor assim, isso sempre me faz chorar. Te desejo só o que for bom pra você e pra toda sua família. Foi um prazer imenso contar com você neste ano e que venha 2012. Beijos

Sonylena disse...

Belo texto!!! felicidades em 2012!!!bjs

VERÔNICA disse...

Talarico, que lindo!!!! De peito aberto, né? bjs

brechoparaquemechic@bol.com.br

Profa. Blue disse...

Emocionante, Cu!
Dentre outras coisas desejo você mais próximo. É sempre bom quando estamos TODOS JUNTOS. Como vc mesmo disse: A GRANDE FAMÍLIA. Isso fortalece. E o bom humor do Alexandre é a pitada que faltava, o melhor tempero para o "barulho" e as boas risadas.
Xêro da Cu.

Dessa Lüdtke Araújo disse...

belas palavras!
não sou muito de comentar, mas estou sempre acompanhando os posts e torço para que o blog continue sempre assim: imperdível.
beijos e ótimo 2012

Ana Lu Fragoso disse...

Já falei do seu texto no face, e não vou repetir tudo aqui. O q quero dizer é q vc merece ser feliz, e é isso q eu desejo para você em 2012, acima de todas as outras coisas! :***

Dani Oliveira disse...

Belíssimo texto. É isso aí, Talarico, você está aprendendo o que é viver e fazendo da melhor forma possível.

Beijão e um ótimo 2012!

Dani

lu Oliveira disse...

Fiquei aqui com o coracao apertado qd vc fala sobre "retirar toda dor do caminho " pq sou mãe e é bem isso msm q uma mãe queria fazer com seus filhos!
Parabéns pelo sábio texto!!
Numa manha, meio assim....seu texto tornou-se bálsamo pra mim !
Abs

Listinha de Luxo disse...

Amém!!
Tudo super aprovado.

Beijos

Mia Brunelli disse...

Adorei seu texto!!

Com certeza 2011 foi um ano muito marcante na vida de muita gente. Achei um ano pesado, mas também com muitas coisas boas.

Beijo e Feliz 2012

Mia

KARINA CARVALHO disse...

Lindo amiga... arrepiei!!!! Tudo de otimo em 2012!!! Bjos

Cristina Serrado disse...

Muito bom, que 2012 seja melhor ainda!

Nuit disse...

Olá! Sou seguidora do blog. Poderia me dar uma ajuda? Estou concorrendo a um Festival de Cinema com um videoclipe que eu dirigi. A votação do Juri Popular está sendo feita pelo facebook. Curte este link??
http://www.facebook.com/festivalfirstshot/posts/275039002534448?notif_t=share_comment
Obrigada!